A Amazon Web Services (AWS) entrou no mercado Português em setembro do ano passado e desde aí que tem vindo a demonstrar a sua vontade de expandir a sua presença.

A AWS é uma plataforma cloud (armazenamento de dados online) com um vasto serviço de datacenters pelo mundo. Milhões de clientes confiam neste serviço para reforçar a sua infraestrutura, agilizar os seus processos e reduzir custos.

“Estamos em Lisboa e em Portugal a longo prazo”, revela Miguel Alava, diretor-geral da AWS para a Europa do Sul, em entrevista com o Dinheiro Vivo. Os primeiros meses têm sido muito positivos, o que leva a empresa a reforçar a sua equipa em Lisboa. Além disso, esta estratégia passa pela realização de eventos, não só em Lisboa, mas também noutras cidades do país, como Porto, Braga e Coimbra.

“Queremos garantir que somos reconhecidos como parte do cenário tecnológico em Portugal.” – afirma Miguel Alava, que se mostra surpreendido com o ecossistema de inovação que se vive no país.

“Em termos de expandir para outras cidades, não está fora de questão. Vamos focar-nos nos clientes e ver de onde vem a procura. Se isso significar abrir outros escritórios noutras cidades, ficaríamos encantados. (…) Pensamos que isto é o início daquilo que vai ser uma grande parceria ao nível da economia e sociedade e estamos comprometidos com isso.” – admite.

“Estamos em Portugal a longo prazo e vamos investir tanto quanto os nossos clientes nos pedirem”. A AWS não revela quantos clientes tem no mercado português, mas afirma que caso o negócio continue a correr bem, poderá haver possibilidade de nomeação de um diretor-geral dedicado apenas a Portugal.