Só as entregas podem alavancar compras online no supermercado.

O estudo da consultora francesa Capgemini é claro: as compras online em supermercados só vão crescer exponencialmente se aumentar a eficiência do serviço de entregas.

O comércio electrónico tem crescido bastante nos últimos anos mas se houve um pequeno boom aquando da aposta dos supermercados nesta estratégia comercial, essa sofreu uma estagnação nos últimos anos. E segundo um estudo da consultora Capgemini, parece haver uma solução muito clara para alavancar as vendas online dos supermercados: diminuir o número de horas desde que o cliente faz o pedido até à entrega dos produtos em sua casa.

O mesmo estudo revela que 98% dos retalhistas online propõe prazos de entrega situados entre um a três dias, o que não vai claramente ao encontro da satisfação do cliente.

“À medida que os consumidores se habituam à economia on-demand, começam a redirecionar as suas compras. Mas, primeiro, os retalhistas têm de provar que conseguem cumprir o que os consumidores querem e quando querem”, afirmou Andrew Lipsman, analista da eMarketer, sobre o assunto.