Empresas mais confiantes em 2018.

54% dos decisores portugueses acreditam que o seu negócio digital vai crescer ao longo deste ano.

Os dados são da IDC, empresa líder mundial na área de Market Intelligence, que realizou um estudo com mais de 300 decisores, sobre o tema “IDC FutureScapes: Portugal Top 10 Predictions”. Mais de metade dos decisores de médias e grandes empresas em Portugal acredita que o seu negócio digital vai crescer em 2018, e a IDC prevê que o mercado português aumentará 2,6%, traduzido em 7,7 mil milhões de euros.

Segundo o estudo, estima-se um crescimento médio de 12,4% nas tecnologias que incluem a cloud, mobile, social business e big data, além de ‘aceleradores de inovação’ como IoT inteligência artificial, impressão D novas interfaces humanas e digitais, robótica e blockchain. Temas estes que vão representar mais de metade do mercado em 2018.

A redução de custos deixou também de ser a principal prioridade das empresas, segundo a IDC, tendo agora como prioridades a eficiência operacional, serviço ao cliente e compliance.

Para 70% dos inquiridos, a mobilidade está no topo das tecnologias apontadas como críticas para a competitividade, logo seguido do cloud computing (65% dos votos) e big data e analytics com 60%.

De realçar ainda que o estudo prevê que, em Portugal, pelo menos 30% do PIB em Portugal será “digital”. Já em todo o Mundo, essa percentagem sobre para 50%.

Num futuro mais próximo, em 2019, 25% das 100 maiores empresas portuguesas terão uma estratégia para a revolução digital prestes a implementar.

Estes números são bastante encorajadores para Portugal que tem cada vez mais empresas no topo da “digitalização”. No entanto, mantém-se ainda alguma distância comparativamente às economias mais evoluídas e a consultora IDC aconselha mesmo as organizações a dedicarem-se mais aos processos de transformação digital.