Expetativa de crescimento para o Ecommerce em 2018.

Em 2017, as compras online em Portugal alcançaram os 4,6 milhões de euros e espera-se que este crescimento seja mais acentuado em 2018.

Entre os motivos que contribuíram para que 2017 fosse um ano de crescimento no Ecommerce em Portugal estão a diversidade e qualidade da oferta e a maior familiaridade dos utilizadores com as tecnologias.

Estes dados foram retirados da última edição do Estudo da Economia Digital em Portugal, desenvolvido pela Acepi em parceria com a IDC que conclui que 36% dos portugueses fizeram compras online em 2017, número que tem vindo a crescer significativamente desde os 13% registados em 2009. Espera-se que em 2025 cresça para os 59% com um volume de vendas a subir para os 8,9 mil milhões de euros.

Quanto aos portugueses que utilizam a internet, são já 73%, podendo subir para os 91% até 2025. No entanto, o estudo conclui que continua a haver um atraso bastante considerável nas empresas pois 50% das compras realizadas online ainda foram feitas fora de Portugal, demonstrando que há ainda muito espaço para as empresas portuguesas aumentarem a sua presença na internet e no comércio eletrónico.


Tendências do Ecommerce 4.0

As mudanças no comércio eletrónico nas últimas décadas têm sido muitas, tanto na perspetiva da oferta, como da procura. O acesso através do smartphone tem sido uma excelente ajuda e o número de utilizadores cresceu exponencialmente aumentando também, por isso, os hábitos de compra. A experiência do cliente está diferente, a forma como os consumidores comunicam entre si também e a interação entre cliente e marca assim como as transações comerciais têm sofrido mudanças muito significativas.

Cada vez mais se verifica a realização de Showrooming (ir à loja física e depois comprar online) ou de Webrooming (pesquisar online e comprar em loja) por parte dos consumidores e essa tendência iminente vai permitir às lojas, no futuro, captar mais utilizadores e garantir a sua fidelização.